Crítica| Andor – Série acerta no tom de suspense e espionagem, conquistando o público

Sejam os filmes, séries ou quadrinhos, o universo de ‘Star Wars‘ oferece a oportunidade de contar histórias instigantes. O universo criado por George Lucas possui personagens que conquistam o público devido ao seu carisma ou aura misteriosa, fazendo-os questionar seu passado e imaginando os caminhos futuros. Assim, o estúdio vê a oportunidade de expandir o universo da saga, com produções focadas nesses indivíduos. É o caso de ‘Andor‘, a nova série do Disney Plus, inspirada no personagem de ‘Rogue One‘.

Produzida por Tony Gilroy, a série se passa cinco anos antes dos acontecimentos do filme de 2016, e apresenta a vida de Cassian Andor antes de fazer parte da Aliança Rebelde. Com duas frentes narrativas que alternam entre a infância e a vida adulta do personagem, a história começa sombria com Cassian se envolvendo em uma enrascada devido ao acaso, fazendo com que um insistente agente da lei  o persiga, e chamando a atenção de um misterioso homem. 

A produção traz o clima de ‘Rogue One’, ao tratar de pessoas comuns na galáxia que passam por dificuldades, mostrando o dia-a-dia de quem não está envolvido, diretamente, com a guerra contra o Império. O público não está mais em um cenário selvagem, ao estilo Bang Bang. Agora, são planetas sucateados, com cidades corporativas controladas por agentes da lei imperial. Diante das dificuldades e do abuso de poder das autoridades, a população se une e resiste ao autoritarismo.

A série possui um desenvolvimento interessante e atraente para o espectador, que é arrebatado por um sensação de mistério e rumo ao desconhecido, mesmo estando familiarizado com o caminho que o personagem irá percorrer. Apesar dos pontos originais, a obra acaba utilizando de algumas situações narrativas, para levar o enredo para o caminho desejado, consideradas clichês. Não quer dizer que seja algo ruim, é apenas uma forma simples de solucionar o desenrolar da história.

Diego Luna retorna ao papel de Cassian, trazendo todo o carisma que fez o personagem conquistar o público no filme, e certa ingenuidade de quem começa a lutar contra o Império. Ingenuidade essa, que será perdida ao longo dos anos de luta com a Aliança Rebelde. Além do ator, a série possui um elenco de peso, com nomes como Stellan Skarsgård (Mamma Mia!) e Fiona Shaw (Harry Potter). Além do extraordinário time de atores, a construção do roteiro colabora com os personagens da história, que são complexos, possuindo várias camadas. Mas o destaque fica por conta de B2EMO, que honra a tradição da saga, mantendo os droides na lista de melhores personagens da produção.

Andor’ possui uma narrativa instigante com um tom de espionagem, apesar de começar em um ritmo lento. A Disney Plus acertou em liberar os três primeiros episódios juntos, pois conquistou o interesse do público de forma rápida. Nesse início, a série entregou o que prometeu com seus materiais de divulgação, comprovando que será uma produção tão importante para o universo de ‘Star Wars’ quanto ‘Rogue One’ é.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: