Crítica | ‘Shazam!’ – Como Todo Filme de Herói Devia Ser

Há mais de dez anos que o mundo cinematográfico mudou com a inundação de filmes de super-heróis nas salas de projeção. De lá pra cá, filmes da Marvel e da D.C. começaram a invadir as férias da garotada e, aos poucos, a disputa entre as duas maiores empresas de história em quadrinho foi ficando mais acirrada e mais séria, e isso foi sendo refletido nos filmes. Porém, com este ‘Shazam!’, da DC Universe, nós voltamos a como os longas de herói deveriam ser: um ótimo entretenimento.

            O filme respeitou um bocado do que está nos quadrinhos, centrando a história em Billy Batson, que, aos 14 anos, acaba recebendo os poderes do último guardião do Conselho dos Magos. A partir daí, toda vez que grita Shazam!, o jovem Billy Batson ganha o corpo de um adulto invencível, porém, mantém a mentalidade de um adolescente. E essa dicotomia que torna o filme tão especial.

           Zachary Levi entrega um super-herói improvável e divertido. Diante do desconhecido, quem conseguiria lidar calmamente com o repentino superpoderes? Ao contrário de todos os outros vigilantes, Shazam apenas zoa e brinca, testando um por um todas as possibilidades de resistência – sendo tudo filmado e colocado no Youtube por seu irmão Freddy (Jack Dylan Grazer, que parece MUITO o moleque que fazia ‘The Wonder Years’, famosa série norte-americana dos anos 1990).

            Sob o comando de David F. Sandberg, responsável pelo sucesso de ‘Anabelle 2’, o elenco entra em sintonia à medida que os personagens são apresentados e a trama do protagonista vai sendo explicada, porém o destaque mesmo recai em Jack Dylan Grazer, que carrega o filme como se fosse um narrador, explicando toda a evolução de Shazam de fã pra fã.

            Com piadas genuínas e nos momentos certos, o primeiro filme de um herói não tão clássico assim do Universo da DC garante a boa diversão do espectador, recheado de aventura e sem deixar a peteca cair, deixando um gostinho de quero mais.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: